O desafio de formar um banco de dados

30 jul

Texto: Marjorie Niele (2º ano – Faculdades Integradas Rio Branco/ Fotos: Germano Assad)

Palestrante Fabio Angélico

Palestrante Fabiano Angélico

O banco de dados não é tradicionalmente uma ferramenta utilizada pelos jornalistas e se tornou um grande desafio para o profissional. Seu uso tem se mostrado importante para criação de   matérias diferenciadas.

A palestra de técnicas para organizar um banco de dados do 5º Congresso da Abraji se inicia com “Bom dia! Pensei que estaríamos sozinhos”, brincadeira feita pelos dois palestrantes que dizem ter subestimado lotação da sala  devido à complexidade do tema.  Profissionais  presentes disseram  ter dificuldades em organizar as informações obtidas.

O objetivo é obter pautas exclusivas e fugir do declaratório. “Se o jornalismo tem uma função, é fazer as pessoas terem informações relevantes”, diz Fabiano Angélico, da Transparência Brasil, e um dos palestrantes da mesa “Técnicas para organizar um banco de dados”.

Cid Martins, da Rádio Gaúcha, falou sobre a importância do banco de dados e do trabalho em equipe. E que todos os profissionais devem criar  um banco de dados. Segundo ele, apesar do desafio, esse método de pesquisa faz com que o número de pautas aumente. Além disso, reduz os erros de abordagens: “há muitas matérias com informações incorretas que podem ser checadas”, diz o jornalista.

Palestrante Cid Martins

Palestrante Cid Martins

O estudante Pedro Moreira, 27, disse que achou a palestra muito interessante e se impressionou com as possibilidades proporcionadas pelo banco de dados.

Clique no nome da palestra para fazer o download da apresentação, e no nome do(s) palestrante(s) para visualizar o(s) currículo(s):

Técnicas para organizar um banco de dados

Cid Martins

Fabiano Angélico

O 5º Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo é uma realização da Abraji e da Universidade Anhembi Morumbi, com o patrocínio de Claro e Tetrapak, o apoio do Centro Cultural da Espanha em São Paulo, do Knight Center for Journalism in the Americas, do Open Society Institute, da Ogilvy, do Consulado Geral dos Estados Unidos em São Paulo e a parceria do Fórum de Acesso a Informações Públicas, do Centre for Investigative Journalism, da UNESCO e da OBORÉ.
Anúncios

2 Respostas to “O desafio de formar um banco de dados”

  1. Islania Lima julho 31, 2010 às 6:03 pm #

    Gostaria de saber se posso conseguir o conteúdo da palestra na integra.

    Abraços 🙂

  2. congressoabraji2010 agosto 3, 2010 às 1:03 am #

    Islania Lima,
    Em breve as apresentações estarão disponiveis, no site da Abraji.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: