Repercussão

Olhares críticos sobre o mundo da informação

Texto: Anelize Moreira (4º ano – USJT) / Leandro Melito (coordenação da cobertura)/ Foto: Alexandre Dall’Ara

Fernando Rodrigues, presidente da Abraji, abre a palestra de encerramento

Corredores, salas de aula, auditório e até a lanchonete. Os ambientes do prédio da universidade Anhembi Morumbi, na Vila Olímpia, em São Paulo, estavam repletos de jornalistas e estudantes. Foram três dias em que os participantes do 5º Congresso de Jornalismo Investigativo, realizado pela Abraji, estiveram submersos em discussões sobre as várias vertentes do fazer jornalístico.

Mais do que palestras, seminários e cursos sobre o eixo investigativo do jornalismo, o congresso se tornou um espaço para troca de informações sobre a profissão, com maior amplitude e profundidade.  Para o jornalista Zé Maria Trindade, da Joven Pan, “o foco é uma redundância necessária” já que todo jornalismo prescinde de investigação.

Miriam Leitão e Sérgio Abranches

Os temas das palestras geram debates que se estendem além das salas, ganham os corredores e demais áreas de convivência. O campus da universidade se tornou um ponto de encontro de jornalistas. “Você fica muito envolvido na cobertura, produção de matérias e a Abraji abre uma janela no trabalho e reúne todo mundo. É o único lugar onde a gente consegue se encontrar, bater um papo e trocar experiências sobre a profissão”, observa Sérgio Abranches, comentarista da  CBN que participou do evento como congressista.

O objetivo é melhorar a profissão por meio da troca de experiências. A atmosfera era propicia para compartilhar ideias e conhecimentos. Todos estavam reunidos para aprender uns com os outros e fazer o jornalismo melhor. Miriam Leitão, colunista do  O Globo, assistiu Crime organizado na América Latina – Brasil, Argentina, Paraguai e México e teve a ideia de entrevistar os palestrantes sobre os casos que eles levantaram. “Assistir a palestra serviu de material jornalístico pra mim. Sou uma jornalista há mais de 30 anos, ou seja, não é só para o estudante ou o jornalista que está começando. Sempre tem alguém que sabe uma história que você não sabe e que pode te ajudar a fazer o seu trabalho”.

O evento permitiu aos congressistas montar sua grade de programação de acordo com seus gostos e preferências. Pela primeira vez nesse Congresso, o repórter do jornal A Tribuna de Santos, Sandro Thadeu afirma que a importância do congresso está na capacitação por meio das palestras e no aprendizado com outras pessoas.

A abertura do Congresso homenageou a jornalista Dorrit Harazim, co-fundadora da revista Piauí. Segundo Rosental Calmon, repórter é a melhor palavra para denominar Dorrit. Apesar de editora e revisora, em seus 40 anos de profissão, ela nunca perdeu o olhar curioso e investigativo.

Durante a solenidade foi lançado oficialmente o cartaz do módulo Jornalismo em Situações de Conflito Armado e Outras Situações de Violência, do Projeto Repórter do Futuro, cujo encontro de seleção acontecerá no dia 25 de setembro.

Os repórteres do futuro, responsáveis pela cobertura do evento, vivenciaram na pele a adrenalina de uma cobertura de grande importância. Tudo que foi aprendido nas teorias acadêmicas foi posto em prática.

Anúncios

2 Respostas to “Repercussão”

  1. Luzia Paula agosto 3, 2010 às 1:25 pm #

    Esse congresso certamente proporcionará novos meios e caminhos para os jornalistas que trabalham não somente com investigação, mas também com a informação numa forma geral. Foi muito enriquecedor e gratificante ter participado dessa etapa do evento.

  2. Cris agosto 3, 2010 às 1:52 pm #

    O blog ficou muito bom, parabéns.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: